Boa tarde, pessoal! Não deixem de conferir a dica que nossa consultora Fernanda Musardo dá, sobre a segurança na internet para jovens adolescentes.
Quando o assunto é internet e seus conteúdos os jovens saem na frente, mas quando se trata de segurança pessoal os problemas são outros.
Confira a matéria falando sobre o comportamento dos adolescentes na internet.

Fotos de estudantes nuas podem ter sido divulgadas por vingança de ex-namorados
O Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) da Polícia Civil de Curitiba mantém as investigações relacionadas à divulgação de mais de 100 fotos de adolescentes nuas, seminuas ou em poses sensuais, em perfis do Facebook e do Twitter. Entre as fotos divulgadas muitas eram de estudantes com uniformes de escolas da capital.
De acordo com as investigações os principais suspeitos são os ex-namorados que publicam as imagens e ameaçam as jovens, possivelmente por vingança. Até o momento já foram ouvidas 12 vítimas. Entre os inquéritos já registrados quatro configuram casos de difamação e oito de pedofilia, devido à divulgação de imagens de menores nuas.
A página no Twitter, que contava com 1.760 seguidores, foi retirada do ar na última quarta-feira (30). O perfil do Facebook que também publicava as imagens foi excluído anteriormente. Além da coleta de dados denúncias anônimas também podem colaborar para que os responsáveis sejam encontrados. Se forem adultos, os culpados podem ser enquadrados por pedofilia e formação de quadrilha.
CUIDADOS – De acordo com Fernanda Musardo, conselheira de negócios online e especialista em redes sociais, os jovens integram o universo das mídias sociais, o que facilita crimes como esse. “As meninas, por inocência, têm excesso de confiança com o namorado, ou interessadas em algum dos meninos da escola podem enviar fotos em momentos íntimos”, diz ela.
Fernanda explica que qualquer pessoa que faz parte da rede que o estudante integra pode compartilhar as imagens em sites, ou mesmo divulgar para outras pessoas, o que faz com que se perca o controle e surjam os problemas. “Imaturamente, não sabe do risco e ocorre o excesso de confiança”, diz.
A especialista alerta que os pais devem ficar atentos sobre as atividades dos jovens na web, e conversar com filhos e filhas sobre o assunto. “O comportamento da família também interfere no adolescente”, explica. Fernanda ressalta que os pais são os responsáveis legais pela criança ou adolescente. Logo, se os filhos compartilharem imagens que caracterizem cibercrime os pais poderão ser penalizados. “As atividades preventivas são fundamentais para evitar os transtornos”, ressalta Fernanda.

About Author

You may also like

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.