Cida Borghetti, a vice-governadora do Paraná teve o celular clonado na última semana (7). Além da clonagem, os criminosos pediram aos contatos do celular para que depositassem o valor de R$ 2 mil alegando que o limite da vice-governadora tivesse excedido o valor diário de R$10 mil que ela teria feito pela manhã. E segundo a assessoria da vice-governadora, no mínimo, quatro amigos fizeram a transferência.

Primeiramente foi disparado nos grupos quem utilizava a conta do Banco do Brasil e quem respondeu sim, recebeu uma conta bancária em uma conversa privada para que o golpe fosse realizado. Boletim de ocorrência, contato com o Banco do Brasil e com a empresa de telefonia celular também foram feitas.

Após a divulgação da clonagem, a equipe da Record veio até o escritório da Musardos Soluções Digitais para entrevistar a Fernanda Musardo e conversaram sobre crimes virtuais, clonagem de celulares e segurança na internet.

Além da vice governadora, o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli também teve seu celular clonado. E os criminosos também pediam depósito para ser feito com a conta do Banco do Brasil.

Confira a matéria feita com a Ric Record e que foi ao ar na última em diversos programas da Record local e nacional.

About Author

You may also like

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.